Tempo de leitura: 5 minutos

Château D’if (A prisão do Conde de Monte Cristo)

O château D’If é a principal atracão turística da cidade de Marselha. Além de ser um belo edifício do século XVIII ele também é rodeado por uma natureza incrível.  Mas, apesar disso, o que faz dele conhecido e muito visitado pelos turistas é uma antiga história da literatura francesa. Afinal, o château D’ If foi o local onde (na ficção) ficou preso durante 13 anos Edmond Dantés, protagonista do livro O conde de Monte Cristo, de Alexandre Dumas.

Com toda a certeza, se você não leu o livro, pelo menos viu o filme. Eu pessoalmente, sou apaixonada por esse livro, ele foi um dos melhores  que já li na minha vida. Eu recomendo muito que antes de você fazer a visita ao château que você leia o livro ou assista ao filme.

Nós visitamos Marselha em um roteiro maravilhoso que fizemos no sul da França saindo de Barcelona.

Tenho certeza que você vai se apaixonar pela história e a sua visita ao castelo vai ter outro significado. Se você já leu o livro e é fã da obra, imagine a grande emoção que é visitar o local onde se passam as cenas mais emocionantes e emblemáticas da história! Todo viajante, amante da obra de Dumas precisa conhecer o chatêau D’ If.

Château D’ If e o conde de monte cristo

Apesar de ter uma história muito interessante e uma paisagem de tirar o fôlego, o château D’ If é famoso mesmo pelo livro de Alexandre Dumas. Afinal, é neste castelo que se passa a parte mais emocionante e importante da história.

O livro,O conde de Monte Cristo, se passa na cidade de Marselha e seu velho porto é um dos principais cenários para o filme e para o livro. Afinal, Edmond Dantes trabalhava na marinha mercante como segundo imediato. Seu chefe Danglas e seu amigo o conde de Mondego são os verdeiros responsáveis pela sua injusta prisão e posteriormente serão alvos da sua vingança. É desse porto que Dantes parte para a prisão onde ficaria preso por treze anos graças ao complô entre Danglas, Mondego e Villeford.

No livro Edmond Dantes acusado injustamente por traição foi levado ao château D ‘If, local que, de fato serviu de prisão política durante muitos séculos na cidade de Marselha. Lá, ele passa treze anos da sua vida tentando entender o motivo da sua prisão. Até que um dia ele conhece o abade Faria, outro preso político do château. O abade Faria ficava na cela ao lado da de Dantes.

Assim, nasce uma grande amizade entre os dois homens e o abade passa a Dantés todo o seu conhecimento sobre história, matemática, filosofia e etc.

Até que um dia o abade Faria morre e, Edmond Danté toma o lugar do cadáver. Assim, ele é jogado ao mar e realiza uma das fugas mais famosas e incríveis da literatura mundial.

Curiosidade: Uma das versões mais famosas do filme, a que foi gravada em 2002 com James Caziviel, na verdade não foi gravada em If. Esta versão foi gravada  na ilha de Malta.

Château D’ If por dentro

O sucesso do livro é tanto que existe uma cela que leva o nome de Edmond Dantes e  outra do Abade Faria. Afinal, é impossível não associar o château D’ If a este clássico da literatura.

A visita nas celas é incrível pois eles recriaram perfeitamente os cenários da história.Assim,eles fizeram um buraco na parede para representar o buraco feito pelo abade na tentativa de escapar da prisão. E foi nesta tentativa que ele acabou parando na cela de Dantes. Foi graças a esse incidente que os dois se conheceram.

Era por esse buraco por onde ele passava todos os dias para ir a cela do abade e aprender história, matemática, línguas e até esgrima. Além disso, também tem números desenhados na parede da cela, representando a contagem que Edmond fazia dos dias em que estava aprisionado. Foi devido a esta amizade com o abade que Dantes conseguiu fugir da ilha. Na época a prisão D’If  tinha fama de ser um local de onde se era impossível fugir.

Além disso, também foi o abade que deu a Edmond o mapa onde tinha a localização do tesouro. Este tesouro foi o que deixou Edmond Dantes rico e o transformou no conde de Monte Cristo.

No château tem várias outras celas que foram usadas por prisioneiros reais. Elas ainda estão bem preservadas com o nome de seus prisioneiros na porta e você pode entrar em cada uma delas.

 

château D' If

Entrada do château

 

Entrada na ilha

 

château D' If

Pátio do château

 

château D' If

Cela de Edmond Dantés Conde de monte cristo

 

A entrada da cela

 

château D' If

A contagem na parede de Edmond Dantés dos dias em que ficou preso

 

O buraco feito da parede da cela pelo abade Faria

 

château D' If

A cela do abade Faria vista a partir de cela do conde de monte cristo

O castelo D’ If além do Conde de Monte Cristo

O château D’If foi construído entre 1527 e 1529 a mando do rei Francisco I com a finalidade de proteger a cidade de Marselha dos ataques dos espanhóis. Apenas no século XVII e que está fortaleza foi transformada em prisão de estado.

Um dos episódios mais interessantes na história do château D’If é que um rinoceronte já morou nele. O rei de Portugal, Dom Manuel I ofereceu ao papa Leão X este animal de presente. O rinoceronte é um animal de origem africana, por isso ele era exótico e desconhecido pelos europeus na época. Mas, durante o transporte a embarcação que levava ele naufragou próximo a Marselha, por isso o rinoceronte foi levado para a ilha.

Em suma, o passeio é lindo demais, independente se você é fã da obra de Dumas ou não. Eu amei a visita pois além de eu amar esta obra de Dumas, sinceramente é um dos melhores livros que já li na minha vida, a paisagem é muito bonita.

Fui na primavera então a ilha estava cheia de flores, o dia estava lindo e, o que falar daquele mar cor verde esmeralda? Simplesmente lindo!!

Como chegar ao Château D’ If

Os barcos da empresa Frioul If Express saem do vieux Port de Marselha. O passeio pode, e deve ser combinado com as ilhas Frioul, uma pequena ilha que fica perto da ilha D’If e que tem uma paisagem natural linda e intocada.

O valor do barco é 16,70 €, no trajeto Vieux Port, If e Frioul. O valor do ingresso para entrar no castelo é de 6 €.

 

Vieux Port

Ao pegar o ferry no porto de Marselha, você fará o caminho percorrido pelo conde de monte cristo até a prisão. Em 30 minutinhos você chegará ao château!!

château D' If

Vista do Chatêau do ferrie

Dicas para visitar a ilhas D ‘If e as ilhas Frioul

Os barcos para as ilhas Frioul  e If começam a sair de Marselha as 7:70 da manhã, mas atenção pois o castelo só abre as 9:30. Assim, tente visitar o castelo logo no primeiro horário. Na ilha tem um restaurante só, e justamente por ele ser uma estrela solitária os preços dele são um pouco salgados.

Assim, na hora do almoço pegue o próximo ferry e vá até as ilhas Frioul. Nesta ilha tem muito mais opções de restaurante e são bem mais baratos. Depois do almoço passeie pela ilha e aproveite para tomar banho no mar de Marselha que é lindo, apesar de ser um gelo,rs. Além disso, a praia é toda de pedras, por isso se puder leve uma sapatilha especial para andar nas pedras.

E, você caro leitor, é fã da obra de Dumas? Já foi ou tem vontade de visitar o château? Deixe nos comentários.

Confesso que não tive coragem de encarar a água gelada.

 

Um abraço e bon voyage!!