Search here...
TOP
Dicas Europa França Paris

Museu do Louvre: Como evitar multidões e ver todas as obras num só dia

Adicionar um título Easy Resize.com  - Museu do Louvre:  Como evitar multidões e ver todas as obras num só dia - paris, franca, europa, dicas-de-viagens
Tempo de leitura: 11 minutos

Antiga residência dos reis da França, o museu do Louvre em Paris é hoje, o museu mais visitado do mundo, recebendo mais 8 milhões de pessoas por ano.

O museu do Louvre é o maior e mais famoso museu do mundo, só em 2017, ele recebeu cerca de 8,1 milhões de visitantes. O museu é tão grande e seu acervo tão rico que para se conhecer todas as obras você ia precisar de 5 dias inteiros. Assim, se perder lá dentro, rodar feito barata tonta e sair de lá sem ver o que você queria ver é algo recorrente. Afinal, é tanta mas tanta coisa, dentro de um palácio colossal que se perder é quase certo. E quase sempre, o turista sai de lá chateado porque não viu isso ou aquilo.

Além desse problema, outros pontos que irritam e frustram turistas são as multidões que frequentam o museu do Louvre todos os dias. Por exemplo, é quase impossível você chegar perto da Monalisa. Pois entre você e ela existem milhares de turistas ansiosos para tirar uma selfie com a obra prima de Da Vinci. Apreciar os detalhes do quadro, só se você for a Beyoncé e fechar o Louvre só para você, rs.

Mas o bom é que todos esses problemas tem solução. Por isso, hoje te darei dicas de como visitar o museu do Louvre  sem ter milhares de turistas te atrapalhando  e de como ver todas as principais obras do museu num só dia. Além disso, você vai saber tudo que você precisa saber; a história do museu, suas principais obras e muito mais. Enfim, este post está completo e cheio de dicas sobre o museu mais famoso do mundo.

www tudo sobre viagens museu do louvre paris france Easy Resize.com  - Museu do Louvre:  Como evitar multidões e ver todas as obras num só dia - paris, franca, europa, dicas-de-viagens

Quer saber as melhores dicas de como visitar a torre Eiffel? Então leia também Como visitar a torre Eiffel do jeito certo

 História Museu do Louvre 

O palácio do Louvre foi erguido durante o século XII como uma fortaleza medieval para proteger a cidade das invasões vikings.O rei Charles V foi o primeiro rei francês a transformar o palácio em residência real. Desde então os reis da França aí viveram até o rei Luís XIV cismar em mudar para Versalhes, que viu a série Versalhes sabe bem da cisma dele com o palácio.

A aparência que vemos hoje do palácio do Louvre não é a mesma do período medieval. Ao longo dos anos, vários reis o reconstruíram no estilo renascentista.

Os reis de França além de irem aumentando, decorando e modificando o Louvre ao longo dos seus reinados eles também foram acrescentando diversos quadros e obras de artes no palácio. Em regra, retratos das pessoas importantes da corte, as selfies medievais, rs!

Durante a revolução francesa, em 6 de maio de 1791, um decreto determinou a criação do museu nacional de artes da república. A inauguração aconteceu  em 10 de Agosto de 1793, e assim o palácio do Louvre virou pela primeira vez um museu.

Em 1803, o museu foi rebatizado para museu Napoleão, e assim ele foi enriquecido com vários objetos relacionados às campanhas napoleônicas.

Ao longo do tempo muitos objetos antigos e outras obras de artes foram sendo acrescentadas ao Louvre.

Apenas durante a presidência de François Mitterrand é que o Louvre começou a se expandir e a tornar-se o que ele é hoje. O auge da sua expansão foi feita pelo arquiteto Ieoh Ming Pei, que introduziu a pirâmide do Louvre bem na entrada do museu.

O que ver no Museu do Louvre: Acervo e principais obras

O museu do Louvre é dividido em oito departamentos e contém ao todo 35.000 exposições e  554 731 obras, no seu acervo permanente. As obras abrangem grande parte da história da humanidade, pois vão desde a antiguidade até 1848. 

No acervo você pode ver esculturas, desenhos, pinturas e objetos que vieram de várias partes do mundo como Egito, Grécia, Irã e de outros países da Europa.

Conhecer todas as obras do Louvre é uma missão quase impossível, você precisaria ficar semanas lá dentro para isso.

Mas, a maioria das pessoas visita o museu para ver de perto esculturas e quadros únicos e que tem um valor histórico, cultural e artístico de peso para a humanidade. São eles:

1-Monalisa

François I foi o primeiro rei da França a começar a transformar o Louvre em uma residência real e também o primeiro a constituir uma sala cheia de quadros e pinturas apenas para exposição e não para decoração. Ele conheceu a obra quando Leonardo da Vinci visitou a França. A história diz que um quadro com um rosto feminino esteve com Leonardo  durante toda a sua estadia no château du Clos Lucé, no vale do Loire.

Em 2 de maio de 1519, após a morte do artista,  François compra alguns quadros do ilustre pintor italiano. Entre eles estava a maior obra prima de Leonardo: A Monalisa.

A Gioconda ou Monalisa foi pintada entre 1503 e 1506, em Florença.

Desde então a Monalisa passou a ser referência para diversos outros artistas da época que acabaram ajudando no crescimento da fama da obra. Afinal, as técnicas usadas por Leonardo para pintar o quadro foram pioneiras e simplesmente geniais para a época. O enquadramento da pintura como se ela fosse um retrato, as técnicas de luz e o que dizer do olhar e do sorriso da Monalisa. Os efeitos ópticos criados por Da Vinci fazem com que a obra pareça ter vida própria. Isto acontece porque dizem que não importa de qual direção você esteja olhando ela, os olhos e o sorriso da Monalisa parecem sempre te acompanhar por qualquer canto que você vá.

Além disso, Leonardo lacrou muito na época ao pintar o rosto de uma mulher, afinal pintar rostos de pessoas não era muito comum. Geralmente, os artistas pintavam figuras religiosas e cenas bíblicas. 

Mas, parte técnica a parte outro ponto que faz deste quadro famoso é todo o mistério envolvendo ele. 

Nós sabemos que a Monalisa é o retrato de uma mulher sorrindo, mas quem é essa mulher que Leonardo da Vinci pintou? A teoria mais aceita é que ela seja Lisa, uma jovem que se casou com Francesco del Giocondo, um nobre que vivia em Florença.

Até 1650, o quadro ficava exposto em Versalhes na sala de Luis XIV e só em 1805 que Napoleão ordenou que ela fosse para o Louvre.

Hoje, a Mona Lisa é a obra de arte mais visitada do mundo, recebendo em média 20.000 visitantes por dia.

www tudo sobre viagens monalisa louvre paris franca - Museu do Louvre:  Como evitar multidões e ver todas as obras num só dia - paris, franca, europa, dicas-de-viagens

Monalisa

 

2- Vênus de Milos 

A escultura mais famosa do museu chegou ao Louvre durante o reinado de Luis XVIII.

A Vênus de Milos é uma estátua grega, do período helenístico e que foi encontrada durante umas escavações na ilha de Milos, na Grécia, em 8 de Abril  no ano de 1820.

Esta estátua representa Afrodite, a deusa do amor e da beleza segundo a mitologia grega. Ela era conhecida como a deusa Vênus pelos romanos.

A estátua foi encontrada já sem os braços por um camponês chamado Yorgos Kentrotas, que achou a estátua por um acaso enquanto procurava pedras para construir um muro. Logo em seguida ele vendeu a Vênus por um preço muito barato para os franceses.

Desde então a Vênus de Milos fica no Louvre mas os gregos já fizeram inúmeras campanhas pedindo a França para que ela devolva a Afrodite para casa.

O paradeiro dos braços da estátua é um verdadeiro mistério, assim como quem é o autor da obra. Acredita-se que o autor seja Alexandros de Antioquia por causa de uma inscrição encontrada na obra.

www tudo sobre viagens museu do louvre david paris france Easy Resize.com  - Museu do Louvre:  Como evitar multidões e ver todas as obras num só dia - paris, franca, europa, dicas-de-viagens

Vênus de Milos

3- “A liberdade guiando o povo”

A liberdade guiando o povo é um quadro do pintor francês ‘Eugène Delacroix, ele foi pintado em 1830 e chegou ao Louvre em 1874. 

A pintura representa um momento histórico muito importante na história da França, o levante popular contra Charles X que ocorreu em julho de 1830. O levante é conhecido como os três gloriosos. 

Em 25 de Julho de 1830, Charles X publicou ordens que afetaram a oposição liberal e contrariavam a constituição. Assim, a classe média e o povo Parisiense encheram as ruas de Paris com barricadas e bandeiras por três dias consecutivos. Esta revolta  fez com que Charles X abdica-se do trono.

Hoje, a imagem do quadro é símbolo da república francesa e da democracia.

4-O código de Hamurabi

O código de Hamurabi é uma das principais obras no museu do Louvre. Ele foi escrito em por volta de 1780 a.C. na Mesopotâmia, pelo rei Hamurabi. 

O motivo de seu sucesso é que ele é um dos documentos jurídicos  mais antigos da história da humanidade. Uma das suas “leis” mais famosas ainda é citada hoje em dia, “o olho por olho e dente por dente.” A lei de Talião foi um verdadeiro avanço para a sociedade da época pois a punição ao crime seria proporcional ao delito cometido. 

 Afinal, antes dela as pessoas poderiam se vingar como bem entendem-se de seus inimigos. Assim, se você mata-se a ovelha do seu vizinho ele podia matar a sua mulher tranquilamente. Depois desta lei, se o vizinho mata-se a sua ovelha a punição dele seria ter uma ovelha morta. É, pensando bem já deu uma melhorada né,rs? 

5- Antiguidades 

O museu do Louvre compreende coleções de obras da antiguidade provenientes de civilizações, culturas e obras variadas. As principais são:

  • Antiguidades orientais– Este departamento do museu conta com objetos que vieram de regiões diferentes onde hoje é a Índia, Turquia,Síria,Iraque, Líbano,Israel, Jordânia, Arábia Saudita e etc. O Louvre foi o primeiro museu do mundo a expor peças da antiguidade oriental. O destaque dessa área do museu vai para o código de Hamurabi.
  • Antiguidades Egípcias– Este departamento foi criado  em 1826 por ordem de Charles X. Depois do museu do Cairo, o museu do Louvre é o museu que tem a maior coleção de peças egípcias. No acervo você encontra objetos como vasos, documentos em papiros, joias, sarcófagos, múmias de animais e de pessoas além de muitas estátuas.
  • Antiguidades gregas, etruscas e romanas– Este departamento do museu é divido em 3 andares. O mezanino pré clássico da Grécia, a Grécia clássica e Helenística e antiguidades etruscas e romanas que ficam no primeiro andar. 

Museu do Louvre por dentro

 

Existem 3 alas no Louvre. São elas:

  • Ala Denon– A esquerda do palácio. Nesta ala é onde tem as principais obras renascentistas como a Monalisa. Esta fica no 1° andar na sala 6. E a madona das Rochas, outra obra importante e famosa do Renascimento, fica no mesmo andar, na sala 5.
  • Ala Sully– Esta ala fica na parte traseira do museu e é lá que está a famosa Vênus de Milos. Para vê-la você deve ir ao térreo e entrar na sala 17. Nesta ala também está a parte do museu do Louvre dedicada ao Egito. E na sala 12 está Estátua de Ramsés II. Esta estátua é uma das maiores relíquias do tempo dos Faraós.

 

www tudo sobre viagens museu do louvre ramses paris france Easy Resize.com  - Museu do Louvre:  Como evitar multidões e ver todas as obras num só dia - paris, franca, europa, dicas-de-viagens

Estátua de Ramsés

  • Ala Richelieu– Esta é a parte a direita do palácio. As obras mais interessantes dessa ala são o código de Hamurabi, que fica no térreo. E no primeiro andar ficam os aposentos de Napoleão Bonaparte. Recomendo muito a visita deste último. O apartamento é enorme e impressiona pelo luxo e riqueza dos detalhes. Se você gostou do palácio de versalhes, com toda certeza vai gostar do apartamento do napoleão.
www tudo sobre viagens museu do louvre trono de napoleao paris france Easy Resize.com  - Museu do Louvre:  Como evitar multidões e ver todas as obras num só dia - paris, franca, europa, dicas-de-viagens

Trono de Napoleão

 

 

Dicas para visitar o museu do Louvre

 

1- Entre pela entrada do shopping carroussel du Louvre.

A primeira dica importante é por onde você vai entrar no museu.Conforme mostra o mapa abaixo o Louvre tem duas entradas: Pela pirâmide de vidro e pelo lado direito, na ala Richelieu.

roteiro louvre 043 Easy Resize.com  - Museu do Louvre:  Como evitar multidões e ver todas as obras num só dia - paris, franca, europa, dicas-de-viagens

A melhor maneira de evitar filas enormes para entrar no museu é entrando pela direita, através do shopping Carroussel du Louvre. A entrada pela pirâmide está sempre lotada de pessoas e as filas costumam ser enormes. Isso acontece porque nessa entrada a segurança é mais reforçada do que na outra. O que, consequentemente gera uma demora na fila. Além disso, a entrada para o shopping carroussel tem acesso através da parte subterrânea do metrô. Ou seja, poucas pessoas conhecem essa opção, o que torna ela mais vazia.

Para chegar nesse shopping é só você pegar a linha 1 do metrô e descer na estação Palais Royal- Museé Du Louvre. Ao descer na estação é só seguir as placas que você estará dentro do shopping. A entrada pelo shopping  é para as pessoas que tem algum tipo de cartão, como o museu pass, por exemplo.

Você também pode ter acesso através da Rue de Rivoli.

Quer saber como se locomover me Paris ? Então não deixe de ler Os melhores e mais baratos meios de transporte em Paris

Lembra do filme O código da Vinci? Quando você ver a pirâmide invertida, você saberá que está na entrada da ala Richelieu.

www tudo sobre viagens museu do louvre codigo da vinci paris france Easy Resize.com  - Museu do Louvre:  Como evitar multidões e ver todas as obras num só dia - paris, franca, europa, dicas-de-viagens

Shopping do Carroussel du Louvre

 

2- Usar o museu pass ou comprar o ingresso  com antecedência

Outra dica para poupar tempo no Louvre é se antecipar e comprar o ingresso para o museu pela internet ou então comprar o Museu Pass. Assim, você evita ter que enfrentar outra fila gigante para comprar o ingresso na hora.

O mesmo acontece com o Museu pass, que você pode comprar com antecedência pela internet, no aeroporto ou em agências de turismo. Com esse passe você pode entrar no Louvre a qualquer hora e quantas vezes você quiser.

Dica: Além de ser uma ótima forma de economizar em Paris, o museu pass te dá a flexibilidade de visitar o mesmo monumento ou museu, quantas vezes você quiser. Mas isso, é claro dentro daquele período de dias que o cartão vale.

Saiba tudo sobre os principais passes de Paris AQUI.

Veja mais dicas de como economizar em Paris aqui

Ou seja, para visitar o museu do Louvre com calma, usar o museum pass é uma das melhores opções. Pois caso você não consiga ver tudo, você pode voltar outro dia e não pagar outra entrada para isso.

unnamed - Museu do Louvre:  Como evitar multidões e ver todas as obras num só dia - paris, franca, europa, dicas-de-viagens

Museum Pass

3-Planejar um roteiro antes

Poxa é sério isso? Além de planejar um roteiro pela cidade eu também tenho que planejar outro roteiro para visitar um museu?

Sim, senhores. Se você quiser poupar tempo e ver as principais obras em um só dia, fazer isso é fundamental.

Quer sugestão de roteiro para Paris? Então não deixe de ler Sugestão de Roteiro de 3 dias em Paris: O crème de la crème e Paris roteiro de 7 dias.

Para isso tenha em mente o que você mais quer ver! Geralmente as obras mais visitadas são a Monalisa e Vênus de Milos. Mas além delas também existem outras obras e objetos que são bem populares. Para isso você precisa saber quais são as alas do museu e que obras e objetos vai encontrar lá. Assim você programa qual ala do museu vai visitar primeiro.

5- Use um mapa

Como você já deve estar cansado de saber, o museu do Louvre é enorme. Assim usar um mapa para se localizar lá dentro e não se perder é primordial. Eles oferecem o mapa lá na entrada do museu e é grátis. Mas, o ideal é você não deixar para olhar o mapa lá na hora. Foi o que fizemos e sinceramente eu não recomendo. Porquê é uma chatice você ficar toda hora olhando mapa. Assim, nem dá para apreciar o museu direito.

Por isso, baixe o mapa online, e consulte ele antes. Aliando isso a um bom roteiro, com toda a certeza você não irá se perder e conseguirá ver tudo que deseja, numa única visita.

6- Vá em horários e dias  específicos

Essa dica é primordial para quem quer evitar ter que dividir o museu com milhares de turistas e conseguir apreciar as obras sem ninguém te empurrando. Os horários em que o Louvre está mais vazio é de manhã cedo. O museu abre as 9:00 mas só começa a encher mais lá para umas 12:00 horas. Por isso, levante cedo e chegue lá assim que abrir. O museu é mais vazio a essa hora, principalmente nas segundas e quintas feiras.

O bizu aqui é: Chegue 9 horas e vá direto para ala Denon onde está a Monalisa. Pois sem dúvida , ela é a obra mais disputada. Se você chegar cedo e ir logo vê-la, você terá mais chance de poder chegar mais perto dela. Porque se deixar para mais tarde, você possivelmente não vai conseguir se aproximar do quadro.

Outro bom horário é ir á noite, a partir das 18:00 horas. Todas as quartas e sextas o Louvre funciona até as 22 horas. Após o horário das 18:00, o museu já esvazia bastante.

Mas, você caro viajante, deve estar se perguntado se, em apenas 5 horas você conseguiria ver tudo. A resposta é que SIM. Se você seguir as dicas anteriores, com toda a certeza você consegue.

Melhores dias para visitar o museu

Os dias mais cheios são, logicamente os fins de semana. De sexta a domingo o Louvre lota, principalmente se você estiver viajando entre os meses de Julho e Setembro, pois é alta temporada em Paris. Por isso, evite visitar o museu do Louvre nos fins de semana. Já os meses mais vazios são Janeiro e Fevereiro, pois são meses de baixa temporada.

Quer saber qual é a melhor época para ir a Paris? Então não deixe de ler Quando ir a Paris: Veja agora a melhor época para viajar

Lembrando que as terças feiras o museu não abre.

www tudo sobre viagens museu do louvre2 paris france Easy Resize.com  - Museu do Louvre:  Como evitar multidões e ver todas as obras num só dia - paris, franca, europa, dicas-de-viagens

7- Use o audioguia

Usar um audioguia além de te ajudar a entender a história do que você está vendo, no caso do museu do Louvre te ajuda a se localizar também. É só você digitar o número da obra que está a sua frente no áudio. Esse áudio além de te contar a história da escultura também te mostra, através dela, onde você está localizado. Ou seja, te ajuda a se achar tranquilamente.

Você pode pegar o audioguia na entrada do museu. O aluguel custa 5 euros. Infelizmente não tem em língua portuguesa.  Mas tem em inglês e espanhol. Ou seja, treine bastante seu inglês e/ou seu espanhol.

Museu do Louvre informações práticas

Horário de funcionamento

Segundas, quintas, sábados e domingos: das 9:00 às 18:00 horas.

Quartas e sextas: das 9:00 às 21:45 horas.

Terças: fechado.

Preço

Adultos:

Online: 17€.

Museu: 15€.

Metrô: Palais-Royal – Musée du Louvre, linhas 1 e 7.

Então pessoal, essas são as principais dicas para você aproveitar o seu passeio ao Louvre da melhor maneira possível. E eu lanço um desafio para vocês!!

Conseguir chegar perto da Monalisa usando alguma dessas dicas !! Se você já conseguiu esse “milagre” deixe nos comentários e diga como foi.

Um abraço

TudoSobreViagens

Anna Karina Faria Pires

Carioca de 29 anos, bacharel em direito, amante de viagens, aventureira, com o sonho de conhecer o mundo!

«

»